Marcadores

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Jambu: Em versos e trovas! - Da Série “ Coisas e delícias do Pará”

                    
   Jambu: Em versos e trovas! - Da Série “ Coisas e delícias do Pará”
 



           I            
Paladar inigualável
Leve ardência provocar
Adormecer agradável
Exótico degustar.

II
Tremilicando gostoso
Com tacacá, arroz ou pato
Especial e saboroso
Delícia de tantos pratos!

III
Culinária não somente
É mais que revolução
Da beleza novo agente
Da mulher renovação.

IV
Diversidade na cura
Dor, anemia, inflamação
É grande a sua procura
Da cobiça a admiração!

V
Spilanthol rejuvenesce
Riqueza óleo essencial
Jambu que a boca amortece
Anestesiar natural.


VI

Oripepé, jamburana,
Agrião-do-Pará, nhambu,
Agrião-bravo, jambuarana,

Pingo-de-ouro, jabuaçú!
 

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Poetrix - Mangal das Garças




Poetrix
 

Mangal das Garças

Predominar do verde,
Contemplação do belo
Agraciados pela natureza.




Haicai 306





 


Haicai 306

Preservação clara
Extasiando o vislumbrar
Cores abundando.





Haicai305

 


Haicai 305

Sabor atraente
Exótico degustar
Tucupí daqui.

Tanca 118




Tanca 118


Cheiro inconfundível
Diversidade de cores
Tão Convidativas.

Mais um fruto das palmeiras
Grande versatilidade.



# fruta: Pupunha,
Foto: Diego Barreto

Meus Rios





Meus rios...

Meus rios são espelhos de mim,

 Mistérios que nos apreendem,
Água que me arrebatam,
Quer turvas ou claras,
Convergem para minhas lembranças.

Rios de tanto navegar,
De perder-se no olhar,
De ir e vir,
De encher, vazar...
De risos, de alegrar,
Rios do meu mais real imaginar...

Rios que aprofundam sentimentos,
Alimentam desvarios,
E por vezes divergem,
Dos sonhos que ouso para nós,
Eu e meus rios, em densas angústias,
En_volvente marejar...

Êxtases do que é belo,
Murmúrio inebriado do vento,
Lamentos do que faz agonizar...

Eu, meus rios,
Fartos acordes dos sentidos,
Que se envolvem e se misturam.

Infinitamente...
 





http://www.recantodasletras.com.br/prosapoetica/3634475 

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....