Marcadores

sexta-feira, 20 de maio de 2016

O que é....


           



O que é ...

E o que é essa chama,
Que por vezes inflama
E teima em não apagar?
É queimar urgente,
Convite indecente,
Luz incandescente,
É como um clamar.


É o que esse desejo?
Vulnerável,
Louco por beijo,
 É incêndio,
É delirar...
É agonia, sangria,
Querer incessante,
Do bem-querer distante,
É mil vezes, te sentir só de pensar...



E este turbilhão que se derrama,
Este fixo pensar,
Que parece insano,
Improcedente,
Corpo ardente,
Boca deserta,
O que será?



Longe da realidade que devora,
Do cotidiano que apavora,
Da verdade,
Do quase impossível sustentar,
Este querer se firma,
Sem qualquer sustentação,
Apenas no sonho, no suspeitar...



É como se não soubesse,
Ou então nem se importasse,
Com o impossibilitar,
Pois que para ele é possível,
Em sonho e realidade,
Que o teu e o meu caminho,
Mais adiante, não tanto,
Venha de novo cruzar...



Mas voltando a questão
O que isso afinal?
Desmedido querer?
Incontrolável paixão?
Ou amor de perdição?
Que descarrilha coração,
Rouba a paz, concentração,
É o que esse desacorçoar?



Quem souber que me diga,
Pois só de em ti pensar,
Já me falta todo o ar,
Respiro sem respirar,
Vejo-te em todo lugar,
Por dentro e fora de mim,
No fundo do meu olhar...



Você talvez não perceba
Ou saiba dimensionar,
Mas aconteceu de certeza,
Veio para me mudar,
Sacudir e revirar,
Tirar do prumo,
Roubar a calma,
E outros caminhos mostrar...



E quem sabe, outra forma de amor/amar?






 

Um comentário:

Toninho disse...

Isso é amor e por este amor tudo gira e faz este tremor, esta onda de quereres e desejos. Isto vem com saudades.
Isto é bonito no encanto das palavras.
Aplausos Roseane.
Meu carinhoso abraço.

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....