Marcadores

sábado, 5 de dezembro de 2009

Sobre publicar - um devaneio


Ando maturando,
Apreciando em pensamento os detalhes. Imaginando, visualizando as impressões (em ambos os sentidos). Idealizando. Curtindo. Muito engraçado isso.
Já passeio pela virtualidade poética há algum tempo, são diversos sites, Blogs, participações em Fórum de criações coletivas, onde encontro, inteiração, troca, aprendizado, prática e tantas coisas mais.
Sou do mundo da Poética Virtual, e agora, sem planejada intenção virá uma publicação em duas Antologias nas quais inscrevi meus textos, mas confesso sem muitas pretensões. Só para testar.
E a sensação de ter isso impresso em um Livro, é muito boa, muito especial.
Começou a aquecer meus sonhos antigos, e ando assim sentindo as minúcias da sensação de passar por isso, tipo degustando com muita parcimônia todo a essa novidade.
E vocês não sabem, tem um sabor muito bom. Muito. Inenarrável eu diria.
Indescritível.
Um texto, algo que saiu do meu inspirar, pesquisar, palavras e idéias que fluíram, que constarão impressas, encadernadas, textura do papel, nuances entre o preto e o branco, cheiro, aroma de obra, volume, manuseio, lugar na estante, nos sentimentos, tudo isso é incrivelmente bom.
Tudo tem um que de especial, afinal trata-se de escritos com a marca da regionalidade que permeia grande parte do que produzo literariamente. Quase uma grife minha, Amazônida, Parauara, Nortista, coisas das quais sei falar e faço com prazer. As escolhas foram especiais. Acertadas.
Oferto e reparto minha alegria com cada leitor que conquistei, cada amigo poeta, escritor, todos uns queridos, que me incentivam, sugerem, corrigem , ensinam. Só posso ser grata. E dividir. Comemorar juntos. Um brinde a alegria de publicar!!

Um comentário:

Jorge Sader Filho disse...

Este caminho estava se tornando inevitável. Com dedicação e calma, você publica seu livro, Rose. O haicai é uma boa escolha, vi sua declaração na Arte Restrita.
Parabéns!
Beijos, poeta.

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....