Marcadores

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Trovinhas para o espelho




Trovinhas para o espelho

I
Espelho espelho de mim
Quero saber perguntar
Que reflexo mostra assim
Podes enfim explicar?
II
Diz-me não aquilo que eu espero
O que tu pensas de mim
Vai não mente sê sincero
Revela quem sou por fim.

III
Espelho meu da alma minha
Conta-me desses segredos
Que comigo vai, caminha
Que são quase meus degredos.

IV
Conta-me o que está guardado
Espelho tu sabes bem
Faz o segredo quebrado
Diz-me o que de mim vai além.

Um comentário:

Jorge Sader Filho disse...

Espelho, espelho meu, tem mulher mais poetisa do que eu?

Beijos, Rose.

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....