Marcadores

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Chuva e libertação - Miniconto

Chuva e libertação - Miniconto
 
O tema era propício. Chuvas ao entardecer. Não que fosse fácil, mas era simples, já que todo final de tarde, pelo vidro que a excluía da vida lá fora, assistia complacente a chuva mistura-se as águas da baia. Haveria de conseguir chegar mais perto e experimentar a sensação que só sabia da imaginação. Aquele fora seu último pensar.  Na sequência do silêncio, apenas sirenes e um grande e ruidoso tumulto formado.

                                   






                                                           
         

Nenhum comentário:

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....