Marcadores

sábado, 28 de julho de 2012

No jardim da minha existência tem.... flores de amigos!

"Cada amigo representa um mundo em nós; um mundo possivelmente inexistente até a chegada deles, e é apenas no encontro com estes amigos que um novo mundo se inicia". Anaïs Nin, escritora, FRA, 1903-1977.
 

 

Seus, são todos os dias.

Mas vamos lá.

            Amanheci pensando em vocês, e no que poderia dizer em um dia assim, além do que sempre já expresso entre, risos, abraços, palavras e afagos?
            Pensei que no meu jeitinho tão “desajeitado de ser” nunca consegui efetivamente cultivar plantinhas, especialmente flores, que tanto gosto.      Porém observei que no decorrer desta minha existência por aqui, como um jardim, com flores das mais especiais, cultivei bons amigos, raros e belos, cada um no seu próprio traduzir.
             Olhei para dentro de mim, e os vi, todos, e fiz um longo passeio por entre cada flor que são vocês.
            Meu coração visitou e novamente se encantou com cada flor, umas tão antigas, quase não admiradas, mas completamente inesquecíveis para mim, outras mais recentemente plantadas, com cerca de uns dez anos, mas tão bem cultivadas, que permanecem viçosas, gostosas, outras especiarias que uma certa distância, a tal geografia, me impede de apreciar com mais freqüência, mesmo assim são espécies pelas quais me apaixonei e diferente das paixões comuns, ficaram em mim.
            Agora quase como uma borboleta, ou um beija-flor, visito flores que nunca toquei, beijei e abracei. Apenas os faço virtualmente, ainda assim pude sentir seus aromas e me afeiçoei.
            Flores poéticas, pétalas de exuberantes cores e verdadeiramente inspiradoras, com algumas delas aprendi mais do meu fazer poético, e retribuo com mil buquês de agradecimento.
            Flores que recentemente encontrei através outras queridas, e que tanto me agradei. Flores de outros continentes, milhas e milhas do meu observar,mas sempre em mim.
            Como tudo nessa vida, algumas murcharam, e só deixaram seus aromas e saudades.
            Hoje, pude sentir como é belo, diverso e gracioso o meu jardim!
           
Super grata porque vocês existem!
             Não posso os nomear, mas se você receber esta cartinha pode acreditar, é flor instalada no jardim de minha existência!

 


 Exupéry disse assim:


As pessoas têm estrelas que não são as mesmas. Para uns, que viajam, as estrelas são guias. Para outros, elas não passam d pequenas luzes. Para outros, os sábios, são problemas. Para o meu negociante, eram ouro. Mas todas essas estrelas se calam. Tu porém, terás estrelas como ninguém... Quero dizer: quando olhares o céu de noite, (porque habitarei uma delas e estarei rindo), então será como se todas as estrelas te rissem! E tu terás estrelas que sabem sorrir! Assim, tu te sentirás contente por me teres conhecido. Tu serás sempre meu amigo (basta olhar para o céu e estarei lá). Terás vontade de rir comigo. E abrirá, às vezes, a janela à toa, por gosto... e teus amigos ficarão espantados de ouvir-te rir olhando o céu. Sim, as estrelas, elas sempre me fazem rir!
(ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY)


 

É preciso que eu suporte duas ou três lagartas, se eu quiser conhecer as borboletas.

 

Foi o tempo que investiste em tua rosa que fez tua rosa tão importante
 

 
Se tu vens às quatro da tarde, desde às três eu começarei a ser feliz.


“E depois, olha! Vês, lá longe, os campos de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelos cor de ouro. Então será maravilhoso quando me tiveres cativado. O trigo, que é dourado, fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento no trigo…”

 

“Tu te tornas eternamente responsável por tudo aquilo que cativas”.
 

 
“Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos.”

 

“Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo já pronto nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!”

 

“Ela era uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, eu fiz dela um amigo, agora ela é única no mundo.”

 

“A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar.”

Carinhosamente, afetuosamente,

 
 

Nenhum comentário:

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....