Marcadores

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Eu




Eu

Envolta em lençóis de sedas
De sonhos
Deitada entre camas,
Estendida em desejos
Arrefeço da falta,
Arremato a pontos crus a crua dor
Do corpo nu,
Da pele em estiagem,
Da falta,
De saliva e beijos...


Eu

Que penso, fraquejo
Carne lastimosa
Intenso lacrimejo
Deserta de boca,
Sem marcas,
Digitais,
Repleta sem toques,
Cingida solidão.



Eu,

Lívida de tanta vontade
Lascívia da lua,
Inquieta,
Ebulição,
Nada a domar...
Sôfrega pelo teu navegar...
Anseio pelo teu salvar...
Afogando,
!Grito!
Afogada,
Deliro (...)
Por ti,
Furor...


Eu

Colidindo com o querer
Partida,
(Re) partida,
Sem gozo,
Sem mãos.
Vazia,
Sem cama vadia,
Sem nexo,
Sem sexo.
Sem olhar a perscrutar...
Tórrida,
Sulcada,
Pedaços,
Impressa em fendas,


Sem ar...


Sem (a) mar,
Isenta do teu amar...

Um comentário:

Jorge Sader Filho disse...

Este é o inferno astral?

Beijos, Rose.

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....