Marcadores

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Tu...eu...nós..........................



Tu

Deslizando
Rumas sem avisar,
Resvalando,
Chegas...
Primeiro o aroma,
Invasor,
Tirânico a obrigar,
Exalando,
Tudo em ti,
A partir do cheiro,
É convidar...


Tu,
Convidativo,
Molhado,
Lavado,
De banho tomado,
Desejo desenhado,
Volumoso,
Lustre da pele,
Convite assinado...
Carimbado,
Lacre do aceite.


Eu,
Consentida,
Perfeita concordância...
Olho-te,
Molhas-me,
Sem sequer me tocar...
Aproximas,
Não sabes, mas mesmo de longe
O corpo já é inteiro vibrar,


Ao primeiro contato,
Murmúrio...
Ouvido a festejar,
Acendido,
Desejo teu abocanhar,
Não urgindo por beijo,
Quero da língua o indomável...
Bravio procurar...


Em mim,
O corpo é volúpia,
Treme ao se transpor para tuas mãos,
Quer todos os dedos,
Do toque a força e o atrito,
Trocar com teu sal,
Ingerir teu intenso desaguar,
Impregnada do gozo teu...


Logo,
Embriagada estou,
Em breve,
Inteira sou prece,
Desatinada e louca,
Em uivos,
Desvairada,
Latejo entre o quente dos lábios,
Visgo da seiva de ti,
O suculento da língua,
Alada, ir ao céu,
Sem lucidez ante teu vibrar,
Derramo-me,
Verto-me,
Ofegando,
Arquejo,
Arfante,
Em frêmita sofreguidão.



Decorres em mim,
Despe-me a mente,
Dissipando qualquer duvidar,
Percorres caminhos,
Permites descaminhos,
Corpo inteiro em desalinho
Abres infindas propostas de delirar,
Entregas a alma ao lancinar
Não há ponto qualquer
É texto sem fim.

Nós,

Somos inventivas viagens,
Em naus voejantes
Em planos, planetas,
Percursos desconcertantes

Somos etéreos e lineares,
Infinitas possibilidades
Ente terras, céus e mares
Somos ares pacíficos e em combustão.
Somos nós, universo
Conspiração...


Agora,

Agonizo atada a ti,
Grudada, presa,
Retesada...
É chegada à hora,
Do ápice, da volta,
Do retorno ao âmago,
Do introspectar, do explodir,
Do transformar,
Revolucionar,
Embalados,
Entranhados e alimentados,
Buscando o interminável desfrutar,
O arremate do amar,
O ponto seguida.
O fim e o começar...
Para depois,
Incansáveis,
Re-começar...


Dois,

Uns, um...
Igualados pelo amar...
Exauridos no desejar...
Plenos e perfeitos,
Pacificados...
Unos e alimentados,
Entregues a um completo e afetuoso abraçar...
Só abraçar...
Sequer murmurar...
Descansar...

............................

Nenhum comentário:

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....