Marcadores

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

TU




Tu,

Ao que dormes,
Pereces em desamparo,
Leve e sereno, é pintura ao meu olhar,
Não só olho,
Aprecio o quadro,
Divago ao contemplar teu descanso,
Não sei as linhas suavizadas do teu rosto,
Ou as formas marcantes do teu corpo,
Ou o teu nu desconcertante,
Mexem, auferindo luz do meu olhar...


Como que em transe, confiro teus fios em desalinho,
Sigo em riste perscrutando,
Cada sinal em tua pele,
Fico tentada a tocar...
Seduzida a avançar...
Mas apenas meus olhos conferem,
Intensa, doce e ardente apreciação...


Parece que pressentes que estou velando,
Teu corpo move-se preguiçosamente,
Já não há mais lençol,
Pleno e desnudo,
Sem saber
Completas o desenho que faz meu olhar...
Amplia-se num espasmo incontido a obra-prima,
Arroubo de tela inteira...



Agora sim,
És obra exata,
Paisagem por sobre a cama.
E vem da janela a brisa contracenar,
O quarto inteiro se propõe qual cenário,
Suave e claro,
Quase chega o aurorescer...
E lá estou,
Observando enlevada tua arte,
A cena,
Tu,
Teu nu,
Teu sono afinal...


Não respiro,
Não quero a ti despertar...
Teu dormir é zona de encantamento,
E cá estou,
Silente e fascinada...
Êxtase do mirar...



Movimenta-te sonolento ao meu deliciar,
Sinto perto o calor do teu respirar,
Quando então abres lentamente os olhos,
Teus cílios tocam os meus magicamente,
E nus os olhares se permitem...
É assim que fazes o convite,
Pois já sou enlaçada por ti...
Adentro então teu cenário...



Somos agora obra única...
Já não sou eu a te fitar...
Teu sono vigiar.
Sou novamente o pleno objeto do querer,
Somos a soma do infindo desejar...
Pertenço então ao teu inteiro devotar.
Meu desejo o teu a despertar...
Acordando,
Acordados,
Acordo de intenso e pleno amar...




.

Um comentário:

Jorge Sader Filho disse...

Como sempre, Rose mostrando o seu encanto na poesia apaixonada.
O comentário fica prejudicado, estava prestando atenção ao novo e muito bonito blog.
Ficou elegante! Parabéns, Rose.

Beijos
Jorge

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....