Marcadores

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Trovinha quase elegante (EC), Indriso e potrix

Trovinha quase elegante (EC)

Era dor em exagero
Dor de tamanho sem fim
Causando-me destempero
Algo incomodando assim

Sapato novo é danado
Inda mais quando é justinho
Bem alto e todo fechado
Pé parece menor Zinho

Me aconteceu certo dia
Num tal chique casamento
Elegância meio tardia,
Charmosa por um momento!

Bolhas para todo lado
Precisando relaxar
Enfim festejo acabado
E um band-aid no calcanhar!


 

 


Dançante-Poetrix
 

Rodopiara tanto,
Horas deslizantes,
Calos e band-aids, meros acompanhantes...

 





Indriso Subliminar-“Dois pra lá, dois pra cá...”

Inspiração: trecho da música de Aldir Blanc e João Bosco- Dois pra lá, dois pra cá




NO DEDO calos da lida,
UM FALSO anel, falsa vida...
BRILHANTE apenas um vago no olhar...

BRINCOS tomara emprestado,
IGUAIS AO sonho, delírios, fantasias,
COLARa(i)m os corpos, sexo ou tango?

E A PONTA do querer, apareceu,
DE UM enlaçar, um salto: o desejar que
TORTURANTE, e o beijo (alucinante), enfim aconteceu...

BAND-AID, massagens, emplastos não há,

NO CALCANHAR dor é fácil amenizar, já no amor...
 





 

*****

Este texto faz parte do Exercício Criativo - E o Band-aid no Calcanhar
Saiba mais, conheça os outros textos:

http://encantodasletras.50webs.com/bandaid.htm

Um comentário:

Jeferson Cardoso disse...

Olá Anezinha!
O band-aid é um excelente curativo para pequenos ferimentos, porém não existe curativo para o coração. [risos]
Tenha uma excelente semana!
Abraços.

“Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso” (Jefhcardoso)

Convido para que leia e comente “GENÉRICO” no http://jefhcardoso.blogspot.com/

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....