Marcadores

domingo, 15 de novembro de 2009

Pátria dos sentimentos





Pátria dos sentimentos



Alguns sentimentos guardamos
Outros quem agasalha é o coração
Quando é da saudade que falamos
Fica represada na nossa solidão...


Alguns urgem que sucumbir
No mais denso que há em nós
Outros de certo hão de submergir
No abissal indizível da dor atroz.


Há uma ânsia aprofundada
Humano, inclemente fustigo.
Há uma alma a vagar agoniada
Rogando paz, diminuto abrigo...


Decorrências da falta infinda
De um tempo que ficou atrás
Sentimento frugal, latente ainda.
Saudade é dor que não se desfaz...



Por isso chora o corpo apartado
Queixa-se o espírito em tristeza
Lastimando ao que foi mutilado
Saudade: destronar da vida a realeza...



Lugares inúmeros, casa dos sentimentos.
Distintos, parcelas vívidas da emoção.
Só a saudade e seu preenchimento
Habita o todo da alma, corpo e coração.

Nenhum comentário:

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....