Marcadores

domingo, 1 de novembro de 2009

Um "que"de saudade.....



Um "que" de saudade...


Há um que de amor-distante em mim,
Será?
Um platônico sentir, calando no peito, quieto,
Silente da tua repleta, constante,
Inominável ausência...


Curiosamente,
O distante é quase paradoxal, subjetivo ou cenográfico,
Pois que és perto, fisicamente.
És aqui em geografia,
No entanto há quase um oceano a separar nossas ruas.


Um abismo petrificado afasta nossas linhas telefônicas,
Um cataclismo que corrompe e emudece nossos e mails.
Um gigantesco parêntese que afasta,
Isola nossas energias que se desconcentram,
Desconectam...


Por isso,
Há um que indisfarçável de saudade,
No que expõe o olhar,
Há um sentido afastado, um barco em agonia,
Que se perde de ti... sem rumo.
Há uma parte de mim abandonada,
Que se socorre, sem resposta junto a ti.


Há por isso,
Um querer entristecido
Um gostar inexato ante a possibilidade...
Possibilidade?
Impossibilidade do poder ser.
Há um precioso sentimento, maduro,
Sem tempo nem promessa,


Sem ponte a atravessar...

Um comentário:

Jorge Sader Filho disse...

O que é uma grande pena!

Beijos, poeta.

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....