Marcadores

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Amazonas (Um canto de ( com) saudades...)





Amazonas (Um canto de ( com) saudades...)

Amável e revolto,
Em ti um dia depositei meus olhos de maresia
No teu leito descansei meu olhar de lua,
Meu pranto, meu pratear...

Ama_Zonas,
Sonhei-te,
E acordei alagada em densos e turvos desalinhos,
Qual és tu, qual tu és...

Desafiaste meu olhar vazio, e a mim propuseste poesia,
Amazonas dos meus dias,
Rio da minha inteira alegria,
Das rimas saudosas, de toda magia...


Ah, meu Amazonas, se tu falasses,
E comigo conversasses,
Infinitas seriam as letras que trocaríamos,
Tu me dirias do teu agonizar,
E eu te diria do meu tanto amar...

Mas tu sabes,
Na tua margem vivenciei plenitude,
Sabes que vi tua lua se por e teu Sol despontar...
Sabes quantos sonhos aportei calada em ti
E tantos mais a aportar...
Tantos mais...

Pude contemplar-te dia após dia,
Tardes ventiladas, manhãs ensolaradas
Noites ruidosas de luares,
E no teu Trapiche, teu S. José das águas
Vive um pouco de mim...

Ah meu amado Rio,
Vim embora, e não pude te carregar,
És tão caudaloso
De tantos braços, afluentes,
Como ia te levar?

Então te guardo nas fotografias, em muito especial no olhar,
No cristalino dos olhos
Que de saudades tem quase a tua cor
E não sei como te aninhei ainda que gigante
No meu insipiente coração,
Confesso: É meu, teu Equador.

Se alguém me perguntar desse Extremo Norte
O que vai me emocionar,
Digo, sem nem pestanejar
És tu meu Rio Amazonas
Que a minha alma faz calar.
Dos meus olhos um constante marejar.

Marejar...

Saudades das águas do teu rio-Mar...



# No Amapá vivi por quase vinte anos, O meio do Mundo é o meu lugar. Sou muito saudosa. Imensas saudades.

Nenhum comentário:

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....