Marcadores

sábado, 1 de agosto de 2009

Temporadas e Temporais - Prosa Pética


Temporadas e temporais

O tempo se sucede
Diverge-se,
Perde-se,
Houve absolutos sóis
Céus ruíram,
Almas expurgaram...


A ânsia da brisa no rosto
Por um triz não fere,
Quase dói,
Eterno é o inusitado do tempo,
Que deambula nas noites
Que sorrateiras se vão
Na efêmera alegria,
Na fugidia solidão...


A vida entabula temporadas
O destino deságua temporal
Segue-se então o acossar,
De agasalhos,
De bancos de praças,
Conforto para os pés gelados,
Guada-sóis e guarda-chuvas,
Busca-se um ínfimo abandonar de palavras,
Na negra noite, no douro do sol...

Nenhum comentário:

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....