Marcadores

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Eterno entreabrir......



Eterno Entreabrir

Estava entreaberta,
Um feixe de luz adentrava timidamente...
Fora deixada assim propositadamente,
Sutilezas de um propósito.

Havia uma espera,
Um aguardo,
Um olhar no portão,
Na janela,
Um sempre esperar.
Ainda que fosse um único esperar.
Um único sinal que fosse,
Qualquer sinal.
Aconteceria...


Quer fosse carta
Ou Recado,
Um bilhete no verso da carteira de cigarros amassada,
Uma letra reconhecível
Um Postal vindo de longe...
Notícia no Jornal
Ainda que fosse num canto de página grafado com cruz.
Aconteceria...


Quisera tanto fosse convite solene com letras em prata,
Sonhara por um telefonema,
Vindo do orelhão, a cobrar,
Só um “oi” _desligar...
Mas já seria um sinal.
Esperado,
Já tão desbotado,
Já roto, rasgado.
Mas, aguardaria...


Por isso deixara assim,
Entreaberta
Dia e noite,
Noite e dia,
Noite após dia,
Esperaria...


A conta do tempo perdeu,
Contou em contas, pedrinhas...
Qual carne ao sol, secou.
Perdeu sangue,
Quase feneceu...
A pele rachada marcou.
Neve, somente nos cabelos...



O tempo que tudo arrasta desfaz, arruinou,
No olhar, como na porta um raro feixe de luz, restou...
O tempo e o silêncio,
O silêncio e o tempo,
Que tudo transforma,
Isso deixou.



A luz,
A espera,
A espera, a luz...
Aguardaria...
Nunca se fecharia...
Entreaberta permaneceria
Pelos tempos assim seria,
Seria
Assim...

Um comentário:

Jorge Sader Filho disse...

Este é o poema do amor eterno!

Beijos carinhosos, Rose.

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....