Marcadores

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Before and After......




Before and after (EC)

Ontem, cartas, bilhetes, telegramas, mensagens: em garrafas, de fumaça, levadas pelo pombo-correio.
Hoje, e mail, twitter.
Ontem telefonemas,
Hoje webcan, Messenger, Skype,
Ontem, carroças, charretes, lombo de burro, bicicletas, viagens de carro, trem, navio, metrô, avião,
Hoje viagens virtuais, namoros, noivados e casamentos on-line.
Teleconferências. Conversas, reuniões pelo mundo,sintonizadas entre milhares de pessoas de diversos lugares, continentes,em tempo real ( dispensado o delay).
Ontem,
Diários, cadernos de mensagens, questionários, álbuns de fotografias e de lembranças,
Hoje, blogs, home pages, sites, quizzes, aplicativos.
Ontem encadernações com as primeiras informações do Bebê, cachinhos de cabelo colado,
Hoje, Book on line.
Ontem listas de presentes de casamentos e chás, nas lojas,
Hoje nos sites das lojas.
Ontem, jornais, revistas, livros, enciclopédias escritos, encadernados e impressos.
Hoje, jornais, revistas, livros on-line e páginas pessoais, redes.
Ontem casas, hotéis, pousadas, hospedarias, e redes somente as de Lojas e aquelas para deitar, embalar...
Hoje, provedores, hospedeiros, Redes, lugares/espaços onde se instalam os seus habitats virtuais.
Ontem, um ou dois endereços reais, residencial e profissional.
Hoje, um sem número de endereços eletrônicos,
Existir em tantos places, habitar tantos continentes e línguas, ocupar espaços diversos de uma vez só, sem precisar se repartir.
Ontem “um mundo real”.
Hoje “o universo Virtual”.
Ontem um mundo real, feito de gente, pessoas, animais...
Hoje um mundo virtual, de fakes, avatares, vidas paralelas, amizades e amores virtuais, paixões avassaladoras virtuais e irreais.
Ontem um ser,
Hoje um não ser, não, saber.
Ontem o que escrever.
Hoje o que teclar...
Ontem rádios, vitrolas, eletrolas, discos, CDS,
Hoje
MP3, 4, 5, 6.
Um mundo antes da Internet, outro depois.
Ontem um mundo restrito por cifras, condições sociais, culturais...
Hoje um universo paralelo e ilimitado,
Afinal até Museus de Obras de Artes raras e famosas podemos acessar.
Acessar.
Acessar, segundo Aurélio: 1. Estabelecer comunicação com (computador, ou dispositivo a ele ligado), para fazer uso de seus recursos, ou dos serviços por ele oferecidos.

Ontem, antes, falávamos, líamos, escrevíamos, víamos e ouvíamos.
Hoje, acessamos, logamos, linkamos, baixamos, teclamos ,fazemos download...
É fato.
Mudamos...
Divide-se aqui quem somos, quem fomos.
A marca indelével entre esses períodos, antes e depois, é sem indubitavelmente o Advento da Internet.

*****

Este texto faz parte do Exercício Criativo - Enquanto a Internet Não Vem
Saiba mais, conheça os outros textos:
http://encantodasletras.50webs.com/seminternet.htm

Nenhum comentário:

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....