Marcadores

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Carta ao Mercador....


Caro mercador,
Nas suas andanças muito deve enxergar assim seu mundo cada dia se acresce, acumula.
Veja se encontra aí no meio dessa vasta bagagem alguns “itens" que tem muito tempo ando buscando, me ajuda a encontrar?
Se achar,quando janeiro chegar coloque na minha caixinha um punhado considerável de agrados, afagos, gentilezas e flores frescas, orvalhadas;
Quem sabe encontrou por aí raridades tipo sólidas amizades relações concretas permeadas de honestidade, sinceridade, amores resistentes fortes que se reinventam, transcendentais? Nesse caso se pegou as receitas favor fazer algumas cópias (legíveis) dobrar com total cuidado e me trazer (isso sim será um achado).

Meu caro mercador (de covinhas lindas)
Acaso viu por aí um raro exemplar de Flor-de-Lotus?(dessa eu quero uma perfeita descrição)...
E achou uma gravação bem antiga, porém nítida da voz de Drumont, recitando suas melhores obras?
AH, traga também: (please). A doçura dos ansiados encontros. O vento batendo no rosto, remexendo os cabelos, o cheiro de mar que trazem as ondas. Quero um pouco das sombras agradáveis das tardes de domingo, apenas a contemplar... céu azul;

Finalmente num potinho bem guardadinho quero receber ao abrir:
. Um escandaloso luar. Um livro encantado com personagens interagindo com a leitora;
. Uma composição de Vinicius nunca dantes vista, a mais bela e ressonante declaração de amor de todos os tempos, escrita em um lenço usado lá do bar onde compôs. O verde dos olhos de Chico e tudo que há por de trás deles,inconfessáveis segredos;
.O vinho mais antigo e o queijo mais apetitoso, ambos de cheiros e sabores inconfundíveis, inesquecíveis. O frio que aconchega e o calor que faz arder, brasa e calafrios;
.Traga-me a essência das fiéis amizades e o perfeito encontro dos amantes. A fortaleza que se constrói na solidariedade, e a nobreza do sentimento da compaixão;
. Traga-me a paz, a verdadeira paz. Me traga o som de suas risadas e as covinhas juntas.....
. E quem sabe também,
“Noites com sol e lua em pleno dia.. E porque não??"
Agradecida,

Eu,
Uma simples compradora de ilusões...
Ro

Um comentário:

Jorge Sader Filho disse...

Que delicadeza, Rose! Sabe, faz lembrar as cartas trocadas entre jovens namorados. Tudo é sonho.
Beijos.

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....