Marcadores

sexta-feira, 12 de junho de 2009

O amor.......... Homenagem aos que privam desse sentir, hoje e sempre....


O amor

O que é se não um socorrer-se as paixões, desatinos assim consentidos, desprender-se da razão?

O que é o amor se não a vida, vibrante borbulhante, encontrar sentidos no silêncio no ausentar de palavras plenas?

O que é o amor afora contemplar, divisar pelas lentes de outros olhos, perceber o que o outro coração quer dizer?

O que é o amor além de estar-se enclausurado sem casulo, oscilar entre o céu e as estrelas, pender no peito um naco da lua?

O que é o amor se não saber-se realeza, de castelos rumorosos, colossais e sem cercanias?

O que é o amor além de abrigar, velar tesouro de valor incomensurável, chave de um precioso, raro coração?

O que é esse nominar se não um condensar dos mais fidalgos sentimentos, que se ativa, aciona por um simples olhar?


O que é esse sentir se não um vórtice de confusas emoções, avalanche de anseios, carrossel de desejos a enlear, entorpecer?

O que é essa palavra, verbo, definição, com texto definido, se não uma plena e coerente indefinição, contexto com ampla, imensurável significação?


O que é amor?

Entre mil, milhões de poetas arrojados que arriscaram as perfeitas traduções, retiro, separo letras provindas do meu coração:


“ Amor é agasalhar outra alma...

É crer, ainda que seja no silêncio...

É não dizer com palavras, é proclamar com o coração,

É libertar os sonhos, partilhando a plenitude dos desejos,

É alegria da presença, magia, feitiço presente no olhar,

É boca que urge perder-se,

É corpo querendo no outro ficar,

Amor - sentir que rouba o ar, retira o respirar, solto o chão quer flutuar,

Sensações de dilúvio interior, inversão das estações, transbordamento das afeições.

Afetos recorrentes que clamam um único expressar,

Amor - É verbo para conjugar, palavra para traduzir, bem querer, afago, exacerbado gostar. É feito para sentir.

Amor - Sem letras, cor, sentido ou razão, indizível, sem regras, parcimônia, lei ou credo, pagão.

Amor, único, ímpar, singular, superlativo, amor sentir embasado na emoção, assentado na paixão,

Amor, indelével, eternizado, provável ante as improbabilidades,


Amor, apenas, amor...

Um comentário:

Jorge Sader Filho disse...

Amor e ver a Rose tão inspirada e produtiva...
Beijos.

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....