Marcadores

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Nunca tua flor eu fui - da Série "Canções e Re-Versos"






Não sei se sou Flor,

Mas sei dos espinhos que a dor por ti causada evoca,
Por isso quero apenas decifrar o desconforto do abandono,
E com isso degustar o sal que verte,
Esmiuçando o que dói,
Deixar que emurcheçam os poros...



Por isso permite que agora eu vá,

Não deixa o teu riso cruzar com meu pesar,
Teu rir é incompatível com o meu chorar,
Teu brilho de sol ofusca meu lívido luar.
Portanto desta vez, deixa que eu vá...


Pensei teu Sol a iluminar meus dias,
Raios teus que me cabiam,
Pratas do meu luar ávido e enternecido
Porém pequei pus minha alma da tua assim tão perto
Não houve encontro, e sim deserto,

Escuro e solidão...


Quando tu despontas já estou a me aninhar
Ao teu deitar solene, sou eu em prata a brilhar,
Razão porque esse encontro certo nunca não dará...
Ciclos que se fazem, desfazem e refazem,
Eterno desencontrar.



Nunca tua flor eu fui...

O que sonhei, desfiz,
Com o teu destituir.


“Espinhos somos no caminho de nossas próprias flores...”



“Tire o seu sorriso do caminho
Que eu quero passar com a minha dor
Hoje pra você eu sou espinho
Espinho não machuca a flor
Eu só errei quando juntei minh'alma a sua
O sol não pode viver perto da lua...”
A flor e o espinho: Nelson Cavaquinho, Guilherme de Brito, Alcides Caminha.

Nenhum comentário:

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....