Marcadores

sábado, 31 de julho de 2010

Poesia da Cura - Indriso



Poesia da cura

Fazer poema, encontrar razão.
Alheio, escutar letras e vontades.
Rascunhar o querer que vem do coração.


Pintar as telas vindas do intenso e fundo
Buscar no poço as palavras afligidas
Salvar do abismo o sonho mais profundo.

Esquecer a dor, sanar rancor, curar feridas.

Caçar nos negros versos a cor azul da liberdade.

Nenhum comentário:

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....