Marcadores

domingo, 18 de outubro de 2009






Ando e Des_ando


Ando, quem sabe desando...

Sem rota ou rumo
Nem leme, nem lastro
Sem volta, sem prumo
Sem vela ou mastro.

Ando,
Quiçá desando....

Sem âncora ou corda
Sem laço nem nó
Bússola ou mapa
Sem lume, sem dó.

Nem farol nem carta
Sem direito ou avesso

Sem nada, sem tempo
Sem fim sem começo.

And_ando vou vag_ando...

Sem sim e sem não
Sem pé ou cabeça
Sem rima ou canção
Nem segunda, nem terça.

Vou and_ando....

Sem lua ou sol
Sem terço sem reza
Nem mar nem farol
Sem querer que se preza.

Desando..

Sem direção sem caminho
Sem afeto ou emoção
Nem árvore nem ninho
Nem alma ou coração...

Ando...

Desando mais que liberta
Desando sem guia ou cabresto
De mãos leves vou desperta
Da liberdade o pretexto.

Andando seguindo vou
Driblando o desamor
Em rimar continuo estou
Contrapondo amor e dor.

Desando meio aos versos
Sou um ser de andar sombrio
Andando, nas letras disperso
Preencho com elas o vazio.

Ando que ando sigo
Ando, desando a vida
Ando andando abrigo
Nem perdida ou guarida.

Um comentário:

Jorge Sader Filho disse...

Os caminhos de Rose. Certos ou incertos, ela não tem medo de trilhar.

Beijos, poeta.

Dezembro vindo.....

Daisypath Anniversary tickers
Monarch Butterfly 2

Escrevo para.........

Quando escrevo exorcizo fantasmas, é meio abstração e também minha realidade se despindo.Sou eu me confessando a mi mesma.

Um Poetrix ...verdinho......


Escrevo para....

Escrevo para por no mundo pequenas ânsias, escrevo para aportar desejos aflitos, escrevo para me salvar, é como Jogar as âncoras, o barco ora vai ao sabor das ondas, ora é a deriva....
Escrevo para acariciar as suas almas,e ser tocada por seus olhos impressos de brilho!
escrevo para Gozar,Flutuar, ser e merecer, Escrevo para seus delírios, seu deliciar!
Escrevo para vocês,
Agradeço seus olhos em mim, na minha ruptura poética!
Escrevo!

Muito grata por me sorverem as letras!
A todos que aqui passarem seus olhos, mentes e corações!
Rose

Sobrepondo Sonhos.....